logo gif.gif

 

 

 

SOBRE

 

Inos Corradin, pintor de renome internacional, com obras espalhadas pelo mundo, nasceu em Vogogna - Piemonte,  Itália. Com poucos meses, foi com seus pais para Montreaux - Suíça Francesa, onde permaneceu até os cinco anos. Depois, a família voltou para a Itália - Castelbaldo, Província de Padova. Inos passou a infância e a juventude nesta pequena cidade até os vinte e um anos, quando, novamente acompanhado dos pais vem para o Brasil. A origem veneta e as raízes culturais no vasto plano atravessado pelo Rio Ádige, entre Padova, Verona, Mântova e Rovigo, bem como o novo visual que ele vislumbra ao chegar ao Brasil, certamente significaram muito na memória profunda de Inos.  Essa vivência e seu olhar especial diante da vida se traduzem na riqueza de sua obra, na sua fantástica criatividade e na ludicidade de sua comunicação artística com o mundo e as pessoas. 

A primeira mostra  individual ocorre na Galeria Oxumaré da Bahia, em l953. Ao longo desses anos de muito trabalho, foram inúmeras as exposições que fez  pelo Brasil e pelo mundo afora. Estados Unidos, Argentina,Canadá, Alemanha, Áustria, Itália, Suíça, Israel, Uruguai, França, Holanda,  entre outros países.

Sua trajetória ao longo desses mais de 50 anos o situa entre os grandes artistas brasileiros da atualidade. Em suas obras, sempre a marca registrada de um estilo e uma linguagem peculiar que nos permite identificar: é INOS.

                                                                                                                                                                                                                                                                                        C. FASAN

Sobre

o Escritório

Imagem 231.jpg

Cronologia

space_min.png
space_right.png

1929  -  Nasce a 14 de novembro, em Vogogna, Itália. Em seguida, transfere-se para Castelbaldo,  Província di                                                    Padova, onde passa a infância e juventude, terra de seus pais.

 

1945  -  Estuda pintura com o professor Tardivello.

 

1947  -  Colabora com o pintor Pendin na execução de um mural alusivo aos mártires da resistência  italiana, em Castelbaldo,                       Padova, Itália.

 

1950  -  Chega ao Brasil, estabelecendo-se em Jundiaí, São Paulo.

 

1951  -  Conhece o pintor argentino Osvaldo Navarro que dirige o “Atelier Cooperativa Politone” na Vila  Mariana, São Paulo.  É                      convidado a fazer parte do núcleo artístico formado por Ian Woronieki, Geraldo Trindade Leal e mais cinco pintores.

 

1952  -  Convidado a participar do II Salão Paulista de Arte Moderna de São Paulo. Participa do Salão Nacional de Arte Moderna                   do Rio de Janeiro.

 

1953  -  Chega a Salvador da Bahia com o pintor Trindade Leal. Conhece o grupo artístico baiano da época integrado por Mário                    Cravo Júnior, Rubens Valentin, Aguinaldo dos Santos, Carybé, Raimundo de Oliveira, Pancetti, Jenner Augusto, Wilson                        Rocha e Mirabeau Sampaio, o crítico  Wilson Rocha e o cantor e compositor Dorival Caymmi.

 

space_min.png
space_right.png
space_right.png